Informação sobre tendinite, causas, sintomas e tratamento da tendinite, com diagnóstico da tendinite Aquiles, de De Quervain, patelar e outras.


Tratamento de Epicondilite lateral do cotovelo

A maioria dos casos de epocondilite lateral do cotovelo responde bem ao tratamento conservador, apesar do longo período de evolução e de tratamento. No entanto, alguns casos não responsivos são submetidos ao tratamento cirúrgico. Não há, no entanto, consenso quanto ao momento de indicar a cirurgia.
Como a evolução natural da patologia demonstra que a melhora pode levar até um ano, a maioria dos autores indica o tratamento cirúrgico após um período não inferior a 8-12 meses de tratamento conservador, sem melhora do quadro. Não existem estudos de forte evidência que indiquem claramente o efeito do tratamento cirúrgico comparado ao placebo, no tratamento da epicondilite lateral. As técnicas publicadas baseiam-se na ressecção de tecido degenerado no extensor radial curto do carpo ou na liberação da sua inserção, por via aberta, artroscópica ou percutânea. No entanto, parece haver superioridade da tenotomia percutânea quando comparada à cirurgia aberta. A técnica artroscópica mostra-se eficaz na liberação da inserção do extensor radial curto do carpo, porém, em alguns casos em que o tecido degenerado não é adequadamente removido, produz resultados insatisfatórios.
Esta técnica é ainda criticada por violar a articulação e apresentar risco de lesão neurovascular devido à proximidade anatômica. O domínio da técnica e o conhecimento anatômico diminuem estes riscos.
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL